A Jóia




Título: A Jóia | A cidade Solitária
Autora: Amy Ewing
Editora: Fantasy
Título original: The Jewel | The Solitary City
Páginas: 352
Tradução: Débora Isidora
Nota: 5/5

"Hoje é meu último dia como Violet Lasting"

Eu realmente me apaixonei pelo livro, não apenas pela maravilhosa capa e sinopse informativa, mas também ela forma de escrita, narração e o enredo abrangente.
O livro é capaz de demonstrar de forma mascarada a nossa sociedade em que os mais ricos tem direito de comprar o que desejar desde a vida até a morte, enquanto os pobres devem trabalhar até a morte.

"Um: ver o objeto como ele é;  Dois: ver o objeto em sua mente; Três: submetê-lo à sua vontade."

A Cidade Solitária - onde se passa a história- pode ser considerado um reino divido por 5 círculos - distritos, castas- que determinam seu trabalho e renda, também determina seu futuro.

Primeiro círculo: A Jóia, o circulo central, onde os nobres ricos e a realeza vivem adornados por sua riqueza.
Segundo círculo: O Banco, os ricos vivem e trabalham em grandes empresas para aumentar seu lucro.
Terceiro círculo: A fumaça, ocupado pelas fábricas que enchem os pulmões dos trabalhadores os levando a morte.
Quarto círculo: A fazenda, os pobres trabalhadores cultivam produtos para abastecer as cidades.
Quinto círculo: O Pântano, o circulo externo, os pobres e sujos vivem.

"Ela é uma estranha ela sou eu."

As mulheres da realeza são adornadas por riquezas, no entanto a felicidade não é completa, estas mulheres são incapazes de gerarem filhos saudáveis e bonitos como desejam, então para terem herdeiros começa-se a caça a mulheres com uma mutação sanguínea, com presságios,  estas mulheres tem poderes de crescimento,mudanças e outros desconhecidos por eles, as mulheres são encontradas nos Pântanos.

Violet Lasting é uma das mulheres com esta mutação, então em sua adolescência foi levada para um internato e se aperfeiçoou durante anos, até o dia do leilão onde foi colocada em uma posição de alto custo por suas notas impecáveis. Sua compradora foi a Duquesa do Lago, a qual gastou inúmeros diamantes por sua substituta.

Jóias indicam riqueza, sinônimo de Violet sofre com incontáveis humilhações e violência doméstica, mesmo assim é um tanto mimada por sua Duquesa que está à beira da loucura com seu filho Ganert - filho de uma substituta - e sua sobrinha Amélia que não consegue se casar. Violet cria uma aliança de sobrevivência com alguns dos funcionários da casa, menos com o doutor que faz tentativas falhas de inseminação e altera sua mutação, fazendo assim Violet ter maior curiosidade sobre suas antecessoras - substitutas - e acaba descobrindo que após dar a luz acabaria em óbito. 

A história não se passa apenas nestes lugares, entretanto também se passa no palácio da Eleitora e do Executor, estes também têm uma substituta para gerar seu próximo herdeiro, no entanto coisas impedem este fato.

Violet conhece as outras substitutas descobrindo que todas são iludidas e agredidas por suas donas, o que choca Violet é sua melhor amiga lobotomizada e é claro a determinação da dama de companhia da Eleitora por ajudar-te.

Ao decorrer da história Violet narra seu envolvimento com o Acompanhante de Amélia, Ash- homem/mulher contratado para satisfazer os desejos se seu comprador -, tendo com ele mais do que uma relação de amizade, mas também relações sexuais com ele.


"- Não se preocupe - Garnet diz, seu tom habitualmente confiante é substituído por uma urgência determinada. – Vamos tirar você daí."


Minha opinião: eu amei o livro, a narrativa tem algo especial, algo contagiante... Há um mistério no enredo, assim como reviravoltas que me deixaram de cabelos em pé!  Recomendo o livro para quem gosta de romance, com aventura, mistério e uma pitada de suspense.

Por Ísis






Tetê Lacerda disse...

Interessante!

Miri Souza disse...

Adorei a resenha, estou com uma vontade enorme de ler esse livro <3